SEICHIM / SEKHEM - O REIKI EGÍPCIO

ORIGEM

O Reiki Egípcio também chamado de Seichim-Reiki ou Seichim/Sekhem, refere-se à um sistema milenar de cura utilizado no antigo Egito, também presente na cultura dos Maias na América do Sul e posteriormente na Índia, Tibet e China. Seichim é o nome usado na Índia e Sekhem é o nome usado no Egito, mas com o desenvolvimento e expansão deste sistema de cura, chegou-se a conclusão de que a "Energia da Luz Vital do Arco Íris do Criador", na qual se baseia o sistema chamado SEICHIM/SEKHEM, é a mesma de outras técnicas de cura com a imposição das mãos, onde o Reiki está contido. Acredita-se que o SEICHIM originou-se nos templos de Atlântida.

Quando os Atlantes ocuparam o Antigo Egito, implantaram várias técnicas científicas para o desenvolvimento da população local. Todo esse conhecimento ficou registrado em Símbolos e Hieroglifos nas Pirâmides, na Esfinge, nos Templos e outros monumentos, que até hoje são "mistérios" que fascinam a humanidade. Muito se perdeu com o passar do tempo, em função das invasões ocorridas no Egito e das perseguições de morte sofridas pelos sacerdotes e sacerdotisas de Ísis.

SEICHIM significa o poder da luz viva. SEKHEM é uma palavra egípcia cujo significado é poder ou intenção. Então podemos traduzir SEICHIM/SEKHEM como "O Poder dos Poderes". SEKHEM é também o termo utilizado no Egito para designar o que os indianos chamam de "Prana", os japoneses de "Ki" e os chineses "Chi"; que significa força ou energia essencial disponível no universo e presente em toda a vida.

A REVELAÇÃO

A vibração energética SEICHIM/SEKHEM foi redescoberta em 1979 pelo americano Patrick Zeigler, um emissário do Grupo de trabalhos da ONU pela paz mundial. Durante uma viagem ao Egito, Patrick passou uma noite na grande pirâmide de GIZE, onde recebeu uma poderosa iniciação tendo contato com um altíssimo padrão vibracional e seres superiores. Sentiu, entre outras coisas, seu corpo ser preenchido por uma luz inicialmente azul, (que depois expandiu-se para todas as cores, pois as ondas eletromagnéticas recebidas por ele, atingiam todo o tipo de freqüência universal), sentiu seu chacra cardíaco expandindo-se e banhando todo seu ser, enquanto todos os outros chacras também se expandiam, então, Patrick visualizou coisa jamais pensadas por ele anteriormente. Embora não entendesse como, a partir dessa iniciação, quando adoecia, bastava que colocasse suas mãos na área do seu coração (Chacra Cardíaco) para sentir a entrada da energia por esse Chacra, curando-se. Voltou aos EUA e aí aprendeu o REIKI USUI tradicional, níveis 1, 2 e 3.

Depois de algum tempo voltou ao Cairo onde conheceu um mestre sufi chamado Brahani, que o ensinou a trabalhar com esta energia que segundo Brahani era muito utilizada nos tempos de luz do antigo Egito. Patrick passou um longo tempo recebendo ensinamentos deste mestre e buscando mais conhecimentos sobre esta energia. Foi então que conheceu uma senhora chamada Christine, canalizadora do ser espiritual Marat, que juntamente com seu mestre sufi foram lhe ensinando a trabalhar e a utilizar a energia e a dádiva que havia recebido. Marat explicou a Patrick que o que ele aplicava em seus tratamentos não era REIKI, era SEICHIM, cujo símbolo lembrava um oito deitado com um vórtice de luz, um sinal da energia do infinito, que representava o padrão de energia do SEICHIM. O símbolo lembra o Cho-Ku-Rei com um "oito deitado" (símbolo do infinito) no centro, por isso é chamado de "Cho-Ku-Ret", ou "Zara". A partir daí, Patrick passou a usar esse símbolo em todas as sintonizações e tratamentos.

OS SÍMBOLOS

No SEICHIM, existem muitos símbolos, os básicos, colocados nas sintonizações e aqueles que são canalizados, enviados e desenhados em medidas específicas pelo Cosmos, considerando várias particularidades, como por exemplo, a configuração astrólogica no momento de seu nascimento e de seus registros akáshicos. No início Patrick trabalhava com 11 símbolos sagrados e costumava dizer que: "Receber novos símbolos é muito comum no SEICHIM, pois o iniciado fica sintonizado numa corrente da Geometria Sagrada". Ao longo do tempo os praticantes foram aprendendo e canalizando outros símbolos. Atualmente o sistema completo conta com 27 símbolos sagrados.

A TÉCNICA

O Reiki Egípcio diferencia-se de outras técnicas de cura pelas vibrações energéticas e pelo grande número de símbolos usados como instrumento de cura. Alcança dimensões energéticas mais elevadas que ajudam a resolver problemas de nível emocional, psíquico e mental; aplicável em todos os organismos vivos (homens, animais e plantas). A exemplo do Reiki, não exige uso de aparelhos ou equipamentos, as energias transmitidas não são as próprias do operador. O sistema é uma técnica de retransmitir energia, utilizando o operador como canal. O operador de SEICHIM é apenas um instrumento canalizador da Energia Universal. Essa técnica busca equilibrar as energias masculina e feminina do poder divino de transformação presentes no ser humano. Utiliza símbolos e mantras sagrados para liberar bloqueios energéticos profundamente arraigados no corpo físico, mental, emocional e espiritual e eleva o iniciado ao caminho da ascensão. Com a energia SEICHIM/SEKHEM é possível o contato direto com o Eu Superior e curas em nível de alma e mônada. O SEICHIM/SEKHEM libera os canais energéticos do individuo, possibilitando a consciência de todos os seus outros corpos, o desenvolvimento da clarividência, telepatia, projeção astral consciente, entre outros.


A INICIAÇÃO

A iniciação em SEICHIM/SEKHEM é uma das cerimônias mais lindas. O neófito recebe a energia através do canal de Antacarana, expandindo o seu Corpo de Luz e seus oito chakras no corpo, assim como os cinco chakras superiores (fora do corpo); com invocações aos Mestres da Grande Fraternidade Branca, o Eu Superior, Deuses do Antigo Egito, tais como o Deus Thot e a Deusa Ísis. O iniciado tem a possibilidade de ativar o Deus/Deusa que está no seu interior; rever sua vida passada no Antigo Egito e trazer para o momento atual toda a magia, autoridade divina e resplendor que viveu no passado, pois tudo está gravado nos nossos registros akáshicos.

Uma sessão de iniciação ou sintonização em Seichim pode ser feita de forma presencial ou à distancia. Na sintonização presencial, as vibrações eletromagnéticas da energia Seichim são transferidas através das mãos do canalizador diretamente sobre o corpo físico/etérico do receptor.

Há também uma "Cerimônia de Abertura do Terceiro Olho", que pode ser realizada isoladamente ou em conjunto com a sintonização. O Terceiro Olho é a janela da alma para essa e outras dimensões, bem como para os registros akáshicos desta vida e de todas as outras. O Terceiro Olho pode ser bloqueado por diversas razões e, quando isso acontece, as habilidades psíquicas podem ser prejudicadas.

OS NÍVEIS

O primeiro, segundo e terceiro níveis equivalem aos níveis 1, 2, 3-a do Reiki Usui Tradicional. O iniciado recebe 4 símbolos.

O quarto nível é o nível em que as harmonizações de cura ocorrem diretamente na dimensão da pura luz, onde não há mais forma é pura essência, são passados 8 símbolos exclusivos do sistema seichim/sekhem.

O quinto e sexto níveis representam a evolução da nossa consciência e ativação total da glândula timo (o oitavo chacra), elevando a energia do centro do coração e ativando e ancorando a consciência do Cristo dentro do corpo físico. São passados mais 8 símbolos sagrados.

O sétimo nível é o do mestrado no qual são repassados todos os símbolos necessários para as sintonizações e informações referente aos procedimentos das iniciações e todas as cerimônias são ensinadas ao iniciado. O Mestrando recebe mais 7 símbolos sagrados e estará habilitado para iniciar alunos em todos os níveis bem como formar outros mestres.

CONCLUSÃO

Embora o Reiki Egípcio seja em alguns aspectos, diferente de outras técnicas, não significa que seja melhor ou mais forte. Trata-se de mais um caminho que o Terapeuta ou paciente poderá trilhar para atingir a realização espiritual e alcançar a cura para os males do corpo, da mente e do espírito, independente de religião ou filosofia.

Recomendamos aos Terapeutas que pretendem trabalhar com o Seichim, ou com qualquer outra técnica energética, que procurem informar-se sobre os aspectos legais da profissão, para que não sejam acusados de charlatanismo ou curandeirismo. Aconselhamos também para que não emitam diagnósticos, essa tarefa cabe aos profissionais da área Médica.

Recomendamos aos pacientes que não suspendam a medicação que eventualmente estejam tomando, seja alopata ou homeopata, pois o Seichim atua em outro nível. Aconselhamos que o paciente continue com o acompanhamento médico tradicional, inclusive para constatar a regressão da doença. Se achar conveniente, comente com seu médico que está pretendendo receber aplicações de Seichim e ouça a sua opinião, se não se sentir seguro dos resultados que irá alcançar, não inicie o tratamento com o Seichim, pois sua mente já estará bloqueando o efeito desejado.

Carlos Roberto ( Amon Sol )

Assuntos relacionados

 •  REIKI •  ORAÇÕES •  CHACRAS •  BUDISMO •  VIDAS PASSADAS  • 

DESEJAMOS E OFERECEMOS PAZ AOS POVOS DA TERRA